Bullying Físico

114

O bullying físico é o mais visível e, portanto, mais fácil de ser identificado. 

Lembre-se sempre de que bullying é diferente de uma briga que acontece uma vez, de uma discussão que resulta em violência física.  Pra ser bullying tem que ser repetido, acontecer várias vezes, sem nenhum motivo.  Certo?

Inclui bater, puxar o cabelo, beliscar, morder, trancar a pessoa em algum lugar.  Estas ações já aparecem com crianças pequenas da Educação Infantil e dos primeiros anos do Fundamental.

Este foi um caso que ficou famoso na internet.  O menino maior sofreu tanto bullying na escola que um dia resolveu reagir às provocações físicas de um garoto bem menor que ele.  Um perigo, devido à diferença de tamanho.  Ainda bem que o resultado foi só um joelho ralado!

Também é bullying físico esconder o material de alguém, rasgar livros e apostilas, jogar seu tênis num lugar inacessível, riscar sua bicicleta.  Destruir os bens de outro é mais uma forma que o bully acha para mostrar sua força.

Quando as crianças chegam ao Fundamental II e ao Ensino Médio, as ações podem ficar mais violentas e também sexualmente orientadas.  Atos humilhantes como colocar a cabeça de alguém na privada e dar descarga, baixar a calça de um menino ou levantar a saia de uma garota, tornam-se mais comuns.  O comportamento fica mais perigoso porque agora os alunos são mais fortes e maiores.

O toque sexual também é um problema para as meninas, principalmente aquelas que estão se desenvolvendo mais rápido e que os meninos julgam atraentes.

Todos os tipos de bullying são feitos para ferir seus sentimentos.  Mas o bullying físico fere seus sentimentos e seu corpo.  Provoca também prejuízos materiais como precisar comprar  outra apostila, ter a roupa rasgada e ficar sem o tênis, por exemplo.

114 Responses to “Bullying Físico”

Sua resposta